• New Planecom

Telemedicina, Teleconsulta e Telediagnóstico. O que as diferencia?



Nos últimos anos houve um aumento de serviços à distância como telemedicina, teleconsulta e telediagnóstico nas unidades de saúde. Embora mais evidentes por conta da pandemia e da necessidade de isolamento social, essas modalidades tecnológicas de atendimento não são novidade.

A telemedicina facilita a forma de atendimento em clínicas médicas e hospitalares por permitir o acesso a especialistas ao mesmo tempo em que otimiza tempo e reduz custos.


Mas afinal… telemedicina, teleconsulta e telediagnóstico são a mesma coisa? Conheça as diferenças!


Telemedicina

De acordo com o documento elaborado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a telemedicina é definida como o exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção de saúde, podendo ser realizada em tempo real (síncrona), ou off-line (assíncrona).

De maneira resumida, a telemedicina abrange toda a prática médica realizada à distância, independente do instrumento utilizado para essa relação. Ou seja, a telemedicina é um termo “guarda-chuva”, que inclui serviços e práticas como telediagnóstico, telelaudo, teleconsulta, entre outros.


Teleconsulta

Sendo uma das frentes da telemedicina, a teleconsulta – liberada em março pelo CFM no combate à pandemia do Novo Coronavírus – consiste na possibilidade de realizar uma consulta médica de forma remota, por meio de tecnologias seguras de comunicação online, como videoconferência ou aplicativos de vídeo-chamadas, utilizando computadores, tablets ou smartphones para a função.


É necessário entender que as consultas à distância podem ser iniciais (primeiro atendimento), de acompanhamento, urgência ou de supervisão (com a troca de experiências entre profissionais). As teleconsultas atendem desde cuidados primários e enfermagem até diferentes especialidades médicas como: radiologia, dermatologia, cardiologia, neurologia, pneumologia, psiquiatria, reabilitação, oftalmologia e outras.


Telediagnóstico

O telediagnóstico é a emissão de laudo ou avaliação de exames por meio de dados de imagens e gráficos enviados pela internet. A prática consiste no uso de modernas tecnologias para fornecer informação e atenção médica a pacientes e outros profissionais de saúde situados em locais distantes.

Uma das principais vantagens do telediagnóstico é otimizar o processo de emissão de laudos de exames ao facilitar o acesso a especialistas e garantir que possam ser feitos de forma mais segura e efetiva.


O telediagnóstico normalmente é realizado em dois tipos de situações: em exames realizados em laboratórios e clínicas ou no ambiente pré-hospitalar e hospitalar, como no pronto-socorro, onde um enfermeiro ou socorrista informará os dados coletados nos exames para um especialista para que ele possa encaminhar os primeiros procedimentos a serem realizados até a sua chegada e definir o tratamento apropriado. Os exames são realizados da forma habitual pelos profissionais habilitados. O que muda é que os dados coletados são enviados diretamente dos equipamentos para a plataforma de telemedicina contratada.


Entre os exames que podem ser realizados por meio de telediagnóstico estão:

· Acuidade visual

· Eletrocardiograma

· Eletroencefalograma

· Espirometria

· Raios-x

· Mamografia

· Tomografia

· Ressonância magnética

· Mapa

· Holter

· Teste ergométrico


#Newplanecom #Plataforma #Corretora #Planos #Saude #Telemedicina #Telediagnostico #Teleconsulta

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo