• New Planecom

Setembro Amarelo - como identificar comportamento suicida


Tristeza excessiva, variações bruscas de humor, calma após um longo episódio de depressão, tentativa de reconciliação com quem está próximo, fixação pela ideia de fazer um testamento. Essas são algumas atitudes que podem revelar um comportamento suicida.


Se alguém que você ama estiver agindo dessa forma, você pode ter atenção e ajudar. O suicídio, afinal, é um problema grave, cujas motivações podem ser tratadas quando ainda está no âmbito da ideação. Hoje, a cada 40 segundos que se passam, uma pessoa dá fim à sua própria vida no planeta, de acordo com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).


O que caracteriza o comportamento suicida?

Tem alguém que você ama que está sofrendo e desconfia de que a pessoa esteja com sinais de comportamento suicida? Então, você pode ajudar prestando atenção a alguns sintomas do suicídio:


Falta de interesse pelo próprio bem-estar

O comportamento suicida tende a estar relacionado à falta de autocuidado, já que há uma perda de vínculo gradual do paciente consigo. Aos poucos, sua própria vida deixa de ser importante e atividades do dia a dia vão se perdendo.

Pode-se falar aqui sobre redução de hábitos de higiene, perda de vaidade, indiferença em relação a como se portar e até mesmo em situações de desconforto, como sensação de dor e frio.


Queda da produtividade nos estudos e no trabalho

A falta de atenção e a perda de motivação para se concentrar em tarefas do cotidiano também são preocupantes quando há suspeita de suicídio. Aos poucos, elas começam a refletir no trabalho, nos estudos…

É possível notar dificuldades de concentração, ansiedade, desatenção e limitação para concluir tarefas importantes. Aqui, os colegas profissionais e companheiros de sala podem ser aliados importantes para notar os sintomas.


Mudança nos padrões alimentares e de sono

Quaisquer alterações bruscas e intensas nos padrões de alimentação e de sono têm a chance de estar relacionadas a um transtorno mental e a um risco de suicídio. Se o indivíduo tem comido demais ou deixado de comer, por exemplo.

Ainda, quando dorme por horas ininterruptas ou passa madrugadas em claro, é sinal de que algo não está bem e requer atenção.


Ao fim, o comportamento suicida, por mais preocupante que seja, especialmente quando é perceptível em alguém que amamos, pode ajudar a contornar o problema e tratá-lo antes que leve, de fato, à morte. Com cuidado, diálogo e apoio médico, tudo pode se resolver, assegurando uma vida-longa, com bem-estar e tranquilidade.


#newplanecom #plataforma #corretora #planos #saude #setembroamarelo #prevencaoaosuicidio #cvv

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo