top of page

Principais exames na gestação



Após a suspeita, a gravidez pode ser confirmada ainda nos seus estágios iniciais. Os métodos preferenciais para o diagnóstico são:


DOSAGEM SANGUÍNEA DO BHCG QUANTITATIVO:

Durante a gravidez, há a presença de secreção na circulação sanguínea de um hormônio chamado Gonadotrofina Coriônica Humana. Com ele é possível confirmar a gestação com 5 dias de atraso menstrual.


ULTRASSONOGRAFIA OBSTÉTRICA:

A ultrassonografia obstétrica do primeiro trimestre de gravidez, também pode auxiliar no diagnóstico da gestação. A avaliação transvaginal é capaz de visualizar o saco gestacional no interior da cavidade uterina a partir da 5ª semana de gestação.


QUAIS OS EXAMES PEDIDOS NA GRAVIDEZ?

Para o acompanhamento pré-natal, geralmente são solicitados os seguintes exames:


· Exames de imagem;

Com o aprimoramento da ultrassonografia e do uso no acompanhamento da gravidez, podemos conhecer aspectos do desenvolvimento do feto que antes passavam despercebidos. Sendo assim, muitas complicações da gestação puderam ser melhor compreendidas e novas abordagens diagnósticas e terapêuticas foram descobertas.


· Ultrassonografia de 1º trimestre;

Essa ultrassonografia é o primeiro exame de imagem da gestação e do bebê, sendo frequentemente realizado por via transvaginal. A ultrassonografia obstétrica do 1º trimestre tem como principais funções identificar: Local da gestação (gestação tópica ou ectópica), vitalidade do bebê, número de sacos gestacionais (gestação única ou gemelar), número de placentas, em caso de gestação gemelar, medir o embrião e definir a idade gestacional e avaliar útero e ovários.


· Ultrassonografia obstétrica de 1º e 2º trimestre;

Esse é o exame mais comum realizado em laboratório. É indicado para: Determinação da idade gestaciona, avaliação da posição fetal, avaliação do peso e padrão de crescimento fetal, avaliação do bem estar fetal, avaliação da placenta, do cordão umbilical e líquido amniótico.


· Ultrassonografia obstétrica com dopplervelocimetria;

Esse exame complementa a avaliação ultrassonográfica obstétrica de rotina. Durante o exame, a dopplervelocimetria é capaz de mostrar ao médico obstetra a situação do ambiente vascular gestacional. Com esse exame, o clínico poderá avaliar o estado hemodinâmico fetal, recebendo a informação correta sobre os diversos leitos vasculares e consequentemente sobre as condições do bem estar fetal. As alterações desses valores nortearão a decisão médica perante cada caso em específico.


· Perfil biofísico fetal;

É frequentemente utilizado para avaliação do bem estar fetal. Esse exame foi idealizado por Manning e col. em 1982 e baseia-se na avaliação de 5 parâmetros: Volume do líquido amniótico, tônus fetal, movimentos corporais fetais, movimentos respiratórios fetais, cardiotocografia.


· Cardiotocografia;

Sua finalidade é a avaliação do bem estar fetal através do monitoramento da frequência cardíaca do feto, além de permitir a detecção das contrações uterinas. É realizado preferencialmente a partir da 28ª semana de gestação com a paciente deitada de costas. A gestante não deve estar em jejum por mais de 2 horas e o tempo de avaliação é de, no mínimo, 20 minutos.


· Ultrassonografias morfológicas.

Ultrassom morfológico é o exame de imagem responsável por avaliar a gestação detalhadamente. Ele é feito de forma simples, indolor e rápida em dois trimestres da gravidez. Assim, temos o ultrassom morfológico de 1º e de 2º trimestres, sendo que cada um deles analisa diferentes detalhes.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page