• New Planecom

O que os olhos podem dizer sobre a saúde?



À medida que a tecnologia evolui, os olhos podem se tornar cada vez mais úteis como meio de diagnóstico de todos os tipos de doenças e condições porque, sendo transparentes, exigem métodos de exame muito menos invasivos do que em outras partes do corpo. Mas mesmo sem tecnologia, é possível detectar uma série de problemas de saúde simplesmente olhando nos olhos. Confira alguns dos sinais de alerta:


O tamanho da pupila

A pupila responde instantaneamente à luz, tornando-se menor em ambientes claros e maior em ambientes com pouca iluminação. As respostas lentas ou atrasadas no tamanho da pupila podem indicar várias doenças, inclusive algumas condições graves, como o Alzheimer, assim como apontar efeitos de medicamentos ou a evidência do uso de drogas.

As pupilas dilatadas são comuns em quem usa drogas estimulantes, como cocaína e anfetaminas. Pupilas muito pequenas podem ser vistas em usuários de heroína.


Olhos vermelhos ou amarelos

Uma mudança na cor da esclera (o "branco dos olhos") pode sugerir que algo não está bem.

Um olho vermelho e com sangue aparente pode refletir o excesso de consumo de álcool ou drogas.

Isso também pode ser causado por uma irritação ou infecção que, na maioria dos casos, passa em poucos dias.

Se a mudança de cor for persistente, pode indicar uma infecção mais grave, uma inflamação ou uma reação ao uso de lentes de contato ou suas soluções.

Em casos extremos, um olho vermelho pode indicar glaucoma, doença que pode levar à cegueira.

Quando a esclera fica amarela, geralmente é um sinal muito claro de icterícia e de doença no fígado.

As causas subjacentes da icterícia variam amplamente. Incluem inflamação do fígado (hepatite), doenças genéticas ou autoimunes, alergia a certos medicamentos, vírus ou até mesmo tumores.


Mancha vermelha

Uma mancha vermelha como sangue no branco do olho (hemorragia subconjuntival) pode parecer assustadora e é sempre o resultado de um pequeno vaso sanguíneo que se rompeu.

Na maioria das vezes não há causa conhecida e desaparece em poucos dias.

Porém, também pode ser indício de pressão alta, diabetes ou distúrbios relacionados à coagulação sanguínea que provocam sangramento excessivo.

Medicamentos anticoagulantes, como a aspirina, também podem ser a causa disso. Se o problema for frequente, pode ser fundamental que um médico revise a dosagem da medicação.


Anel ao redor da córnea

Um anel branco ou cinza ao redor da córnea pode estar relacionado a colesterol alto e a um risco maior de doença cardíaca.

Também pode revelar alcoolismo e às vezes é visto nos olhos de pessoas mais velhas, razão pela qual o nome médico dado a ele é arco senil.


Caroço gorduroso

Às vezes, as características mais alarmantes que podem aparecer nos olhos são, na verdade, as mais benignas e fáceis de tratar. A pinguécula é um nódulo gorduroso amarelado que pode aparecer no branco do olho. É um pequeno depósito de gordura e proteína que pode ser facilmente remediado com colírios ou removido com uma simples operação.

O pterígio, também conhecido por "carne nos olhos" ou "carne crescida", é um crescimento rosado na parte branca do olho. Não é um perigo para a visão até que comece a crescer sobre a córnea (a parte colorida do olho).

Felizmente, o pterígio cresce muito lentamente e, assim como a pinguécula, pode ser facilmente removido. Ele deve ser retirado muito antes de atingir a córnea.

Se continuar crescendo, o pterígio pode formar uma "película" opaca na córnea que obstrui a visão.

Acredita-se que um dos principais fatores para as causas da pinguécula ou do pterígio seja a exposição crônica à luz ultravioleta do sol.


Olhos saltados

Os olhos saltados podem ser parte de uma característica facial normal.

Mas quando os olhos não eram saltados e começam a ser projetados para a frente, a causa mais clara pode ser um problema com a glândula tireoide e precisa de atenção médica. Um único olho saliente pode ser causado por uma lesão, uma infecção ou, mais raramente, um tumor atrás do olho.


Pálpebras inchadas ou trêmulas

As pálpebras também podem indicar algumas doenças, relacionadas principalmente a condições menores das glândulas das pálpebras.

Uma condição comum é o calázio ou "chiqueiro" ocular - como é conhecido popularmente -, que aparece como um caroço vermelho na pálpebra superior e, com menos frequência, na pálpebra inferior. Ele é causado por uma glândula sebácea bloqueada.

Geralmente desaparece sozinho ou com compressas de água quente. Se persistir, é preciso ser removido com um procedimento simples.

Já o tremor nas pálpebras (mioquimia ocular) pode ser provocado por uma irritação ou até mesmo pelo calor. Na maioria dos casos, é perfeitamente inofensivo e pode estar relacionado também ao estresse, desequilíbrio de nutrientes ou consumo excessivo de cafeína.


#Newplanecom #Plataforma #Corretora #Planos #Saude #Olhos #SaudedosOlhos

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo