top of page

O que é cuidado preventivo?



O conceito de estar saudável vai além da ausência de doenças. Trata-se de um estado de pleno equilíbrio, em que o ser humano apresenta bem-estar físico, mental e social. Para que isso aconteça, é preciso contemplar outras áreas além da medicina curativa. Priorizar-se e buscar qualidade de vida é o que chamamos de saúde ou cuidado preventivo, uma prática médica que traz muitos benefícios para o paciente.


O que é o cuidado preventivo?

Quando foi a última vez que você cuidou da sua saúde? Costumamos responder a essa pergunta mencionando a última vez que fomos ao médico ou seguimos alguma prescrição de remédios ou tratamento, mas saiba que cuidar da saúde vai além disso.

Saúde preventiva é adotar hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada e a prática de atividades físicas. É você descobrir muito mais sobre você mesmo, como seus sentimentos e reações provocam mudanças na sua saúde para pior ou melhor, como você pode prevenir uma doença por meio de acompanhamento constante, entendendo como se adaptar a hábitos novos, olhando de forma 360º e criando um plano personalizado para prevenir doenças e viver uma vida com mais saúde e bem-estar.


Essa mudança de comportamento é capaz de prevenir inúmeras doenças e oferece mais qualidade de vida, além de melhorar a sensação de bem-estar. Em função de tudo isso, o conceito de saúde preventiva está sendo cada vez mais discutido no Brasil e no mundo.


Conceito na prática

Como o próprio nome diz, a saúde preventiva é o ato de cultivar cuidados antecipados para evitar o surgimento de doenças. Trata-se de um trabalho constante de monitoramento da saúde, visando à melhoria da qualidade de vida.


Vamos a um exemplo simples: uma pessoa que sente dores de cabeça constantemente. Em vez de medicá-la com a intenção de diminuir o desconforto dos sintomas, prática comum da medicina curativa, a medicina preventiva busca entender quais são as origens do problema para, a partir delas, propor uma mudança de hábitos capaz de saná-lo.


Nessa investigação é possível descobrir, por exemplo, que a dor de cabeça é resultado de longas jornadas de exposição a telas, de má alimentação ou mesmo de estresse. Nesse sentido, a adoção de melhores hábitos alimentares, descansos regulares e prática de atividades físicas seriam alternativas preventivas.


O objetivo principal é promover a saúde, evitar o desenvolvimento de doenças, reduzir os impactos e eventuais problemas, monitorar os resultados de tratamentos específicos e oferecer uma melhor qualidade de vida. Para que isso aconteça, o paciente recebe orientações sobre temas essenciais para o bom funcionamento do seu organismo: higiene pessoal, alimentação, exercícios e demais comportamentos.


Na prática, esses cuidados são realizados por meio de consultas e da realização de exames periódicos. A abordagem não se restringe a quem, aparentemente, está saudável. Pessoas com doenças também devem investir na saúde preventiva para evitar o agravamento da condição. É o caso de pacientes com hipertensão e diabetes, que devem monitorar suas taxas para evitar problemas como derrames e cegueira, causados pela negligência de cuidados.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page